Notícias locais

13 de julho de 2021

O que fazer quando o empregado se recusar a tomar a vacina contra o covid-19?


Uma questão polêmica passou a rondar empresários e profissionais de recursos humanos: quando a vacinação contra o covid-19 estiver disponível para toda a população, a empresa poderá demitir o funcionário que se recusar a tomar a vacina? Se sim, será por justa causa? O empregador também pode não contratar um candidato a uma vaga porque ele não provou ter sido imunizado contra o novo coronavírus?

De modo geral, as vacinas de combate ao covid-19 têm como objetivo as preservações da saúde e da segurança, individual e coletiva, tanto do trabalhador que exerce suas atividades laborais, como dos demais que mantêm contato com esses trabalhadores. Vale lembrar que estes empregados também estão expostos a doença infectocontagiosas, em grau de pandemia, podendo se contaminar fora do ambiente de trabalho.

Voltar para Notícias

parceiros