Notícias locais

24 de junho de 2020

Justiça determina fechamento do comércio de Adamantina a partir desta quarta


O anúncio oficial será feito pelo prefeito Marcio Cardim, durante live ao vivo no Facebook do IMPACTO, às 20 horas desta terça-feira (23)

A partir de quarta-feira (24) o comércio de Adamantina terá que fechar as portas pela segunda vez desde que foi decretada a pandemia da Covid-19, o novo coronavírus. A Prefeitura de Adamantina foi notificada no final da tarde desta terça-feira (23). A determinação é para que as empresas tenham suas portas fechadas já nesta quarta-feira (24), sob pena de multa de R$ 50 mil por dia, caso haja desobediência por parte da administração municipal.

O anúncio oficial será feito pelo prefeito Marcio Cardim, durante live ao vivo no Facebook do IMPACTO, às 20 horas desta terça-feira (23).

Adamantina faz parte do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Marília (SP) que foi reclassificado para a fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo na tarde de sexta-feira (19).

Mesmo com o anuncio do Governo, o comércio de Adamantina seguia aberto, pautado na categoria laranja, que permitia certa flexibilização.

Com este novo anuncio apenas as atividades consideradas essenciais podem permanecer abertos.

Na prática, a medida coloca o município na mesma situação antes do anúncio do plano de retomada da economia, iniciado em 1º de junho. Tudo fechado, com apenas alguns setores em funcionamento, como bancos, lotéricas, supermercados e serviços de abastecimento.

Entre os indicadores que justificaram a mudança de fase do plano de reabertura econômica, estão a taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e o aumento do número dos casos de contaminação pela Covid-19.

O DRS de Marília segue desde segunda-feira (22), as mesmas proibições determinadas ao DRS de Presidente Prudente. Agora, toda a Nova Alta Paulista está novamente na fase vermelha da quarentena.

A região poderá avançar de categoria somente daqui 11 dias, quando haverá novo anúncio referente ao DRS de Marília.

Fonte.

Voltar para Notícias

parceiros